Blog

Entenda como funciona o planejamento de obras e faça de forma eficiente

planejamento de obras é um termo bastante conhecido pelos profissionais da construção civil. Sem dúvida alguma, essa atividade constitui uma etapa essencial para o sucesso de um empreendimento ou da organização que está administrando o serviço.

O velho costume brasileiro está em traçar uma estratégia até certo ponto de uma atividade, depois os serviços são improvisados. Esse tipo de planejamento não é a melhor forma de executar uma obra, pois geralmente ocorrem desperdícios, perdas e atrasos no cronograma, comprometendo a visão da empresa no mercado.

Pensando nisso, desenvolvemos este artigo para trazer mais informações sobre como funciona o processo de planejamento de obras, qual a importância dessa atividade e como a assistência de uma empresa especializada pode auxiliar nos resultados. Acompanhe!

Qual a importância do planejamento de obras?

O planejamento de obras tem como principal objetivo a previsão de inconformidades, riscos e impactos, sejam eles positivos ou não, que um projeto de construção possa causar. Essas características trazem consequências para a construtora e para os clientes, portanto não podem ser ignoradas pelas atividades de engenharia.

A partir de um planejamento completo e detalhado, a organização consegue obter uma visão real do empreendimento que será construído, permitindo que os gestores tomem as melhores decisões ao longo do projeto.

Para que as equipes trabalhem adequadamente, é necessário que os profissionais envolvidos conheçam todas as etapas de um planejamento, avaliando as particularidades de cada setor e gerenciando pendências e tarefas de forma inteligente e otimizada.

É possível afirmar que sem uma boa estratégia de construção é inviável executar qualquer tipo de empreendimento. Um bom planejamento serve de base para todos os serviços dentro do canteiro, pois envolve desde estudos preliminares até alocação de recursos, análise de desempenho e registro das informações de venda.

Planejamento de obra x cronograma: qual a diferença?

Um dos principais problemas que afetam a maior parte das empresas é o tempo disponibilizado aos gerentes de projetos para elaborar o planejamento de obras. Na maior parte das situações, esses profissionais não têm recursos suficientes para percorrer todas as etapas necessárias, resumindo o planejamento da construção apenas ao cronograma, ou seja, um componente da atividade total.

A atividade de planejamento deve incluir diversas informações sobre a construção. As operações envolvem o plano diretor da obra, orçamento inicial, estudos de viabilidade e um plano de ações focado em prazos, equipes e serviços para cada setor do canteiro.

Na busca por alcançar os objetivos almejados, é essencial gerenciar o planejamento de qualquer atividade. Por isso, se essa etapa é resumida a apenas um cronograma, não é possível prever e resolver futuros imprevistos que surgirão, resultando na sobrecarga do gerente de obras para solucionar problemas.

Grande parte do tempo desprendido por profissionais no canteiro de obras é alocado para a solução de problemas e imprevistos que não foram antecipados. Esse desperdício de recursos resulta na diminuição da eficiência das equipes e no consequente atraso do cronograma.

Quais são as etapas de um bom planejamento de obra?

Na hora de executar todas as atividades que envolvem o planejamento de obra, o profissional precisa ir além do senso comum e pensar nos resultados do empreendimento, focando em reduzir o retrabalho e os eventuais desperdícios.

A partir disso, é possível antever imprevistos e erros que comprometam o custo e o prazo do empreendimento. Para que você não erre na hora de elaborar um planejamento de obra, separamos algumas das principais etapas que não podem ser ignoradas nessa atividade. Confira!

Análise de viabilidade

Os estudos de viabilidade envolvem a avaliação da construção para determinar os possíveis lucros ou prejuízos para a construtora. Essa atividade geralmente está atrelada à consulta histórica de outros projetos já elaborados e executados, trazendo dados de despesas extras ao longo da obra.

Também é importante avaliar o fluxo de caixa da empresa e definir se há verba suficiente para cobrir os custos operacionais iniciais antes que a obra comece a gerar lucro. As condições econômicas e de mercado devem ser julgadas favoráveis ou não antes de iniciar o projeto.

Elaboração da EAP

A Estrutura Analítica do Projeto (EAP) é um recurso utilizado para subdividir um projeto em um pacote de tarefas, ou seja, um grupo de atividades que está associado à execução do empreendimento.

A EAP é elaborada antes do cronograma justamente para facilitar o seu desenvolvimento. A estrutura hierárquica das atividades organiza todo o trabalho e detalha os serviços inerentes a um determinado pacote sem entrar na particularidade de cada ação.

Desenvolvimento do orçamento

O orçamento talvez seja uma das principais etapas de um planejamento de obras. Quando os custos são levantados de maneira errada ou estão incompletos, a chance de prejuízo da empresa cresce significativamente, obrigando-a, em alguns casos, a paralisar as atividades por falta de verba.

Nessa etapa, é fundamental mapear e prospectar possíveis fornecedores para considerar os custos reais de cada insumo e não apenas estimativas. Um erro muito comum cometido pelas construtoras é iniciar as atividades no canteiro apenas com um orçamento preliminar, sem considerar as despesas efetivas de cada serviço.

Outro ponto significativo é o detalhamento do orçamento, focando na exatidão dos dados e na descrição dos resultados obtidos. A estrutura da EAP é crucial para que nenhuma etapa seja ignorada.

Composição do cronograma

Diferentemente da EAP, o cronograma traz uma linha do tempo com todas as atividades que precisam ser desenvolvidas ao longo da obra, fornecendo detalhes de prazos iniciais e finais e estabelecendo as relações de dependência entre os serviços e o seu respectivo impacto na duração total do projeto.

O cronograma precisa ser baseado em dados reais obtidos em conjunto com a equipe que estará em campo, seja pela retrospectiva de obras anteriores, seja pela garantia de execução dos profissionais. Essas informações são essenciais para definir os limites e metas de custos e prazos tanto no desenvolvimento do planejamento quanto no acompanhamento posterior.

O cronograma físico-financeiro estabelece a rotina de atividades diárias, semanais e mensais, bem como os custos de cada serviço, permitindo que a empresa controle o seu fluxo de caixa e saiba exatamente as despesas de cada ação no projeto.

Acompanhamento de obra

Além do trabalho de escritório, o planejamento avança para o campo à medida que começam os serviços no canteiro de obras. Com isso, é necessário programar atividades, materiais e recursos financeiros e gerenciar as ações em tempo real, pois o empreendimento está em constante evolução.

Nesse sentido, o planejamento deve ser estruturado pensando em um acompanhamento contínuo do projeto, que se modifica de acordo com os níveis de produtividade e de disponibilidade da mão de obra.

Como uma empresa especializada pode auxiliar nessa gestão?

Para o desenvolvimento adequado de um planejamento de obras, os profissionais frequentemente utilizam ferramentas para gerenciar projetos e tarefas em diversos níveis. Com isso, poder contar com uma empresa especializada nesse tipo de serviço é imprescindível para construtoras de qualquer porte.

A terceirização dos trabalhos de planejamento e orçamentação permite que a equipe de obra foque na execução dos serviços de engenharia, recebendo apoio direto da empresa contratada. Além disso, a organização tem o suporte de ferramentas e técnicas especializadas que agilizam as atividades em campo e minimizam os problemas ocasionados por mudanças de estratégia.

Geralmente, as empresas especializadas contam com metodologias adaptativas para qualquer porte de atividades, fornecendo soluções que realmente são colocadas em prática. Além disso, o planejamento terceirizado consegue apresentar indicadores em tempo real para o acompanhamento da situação financeira e do cronograma, o que garante o custo estruturado para o empreendimento.

Tático Soluções tem mais de 10 anos de experiência na área de gestão de projetos e é especializada em assessoria focada na construção civil. Ademais, a empresa conta com uma equipe de profissionais qualificados no fornecimento de serviços de viabilidade, orçamentação, planejamento e controle de obras.

O planejamento de obra constitui uma ação imprescindível no desenvolvimento de qualquer empreendimento. Essa atividade possibilita que a construtora tenha controle de todos os materiais, equipes e prazos que cercam as etapas de uma edificação. Contar com uma empresa especializada nesse tipo de serviço é fundamental para que os colaboradores foquem na execução e tenham indicativos adequados de produtividade e desempenho.

Gostou do nosso artigo sobre como funciona um planejamento de obras eficiente? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais para que seus amigos também aprendam mais sobre o assunto!

Compartilhe este post

Mais lidos

Categorias

Fique por dentro da Tático